Topo da página
Área Reservada
Search
imagem da noticia

Alentejo, estes são os números do nosso lixo

2019-03-29

Produzimos muitos ou poucos resíduos? Qual é o tipo de resíduos que produzimos em maior número? No distrito de Évora que concelho produz mais resíduos? E qual o que recicla mais? Este é o relatório Gesamb-EIM de 2018. 

As aspas que adornam o “lixo“ presente no título não são um acessório gratuito. Elas estão lá para nos recordar que a terminologia correta para designar os objetos que diariamente descartamos é a palavra resíduos. A diferença também não é um detalhe. A primeira é uma condição terminal, inalterável que resulta em algo sem valor. A segunda, um manancial de matéria-prima.

Nos tempos da denominada “Economia Circular”, onde os resíduos são matéria-prima e a matéria-prima são resíduos, num ciclo fechado e contínuo, os resíduos domésticos passaram a ter um peso ainda mais determinante na economia de cada país, e por consequência a forma como cada sociedade trata os seus resíduos, reciclando-os ou descartando-os, passou a ser um fator de diferenciação económica. Não será por isso coincidência que as economias mais desenvolvidas na União Europeia (UE) são também aquelas que maiores índices de reciclagem apresentam, possuindo algumas delas taxas de reciclagem a rondar os 100%.

Se a reciclagem se apresenta como um benefício económico importante (e obviamente ambiental), a “não reciclagem” apresenta-se como um encargo público significativo, ao qual se soma o óbvio desperdício da matéria-prima descartada. O processo de manuseamento, transporte e acondicionamento da matéria-prima desperdiçada é um processo complexo e custoso, no qual são gastos diariamente milhares de euros do erário público. E, se os ganhos ou prejuízos na economia são um assunto de política interna, os custos ambientais e os económicos associados a estes, são um problema global. É por isso que a UE tem uma política europeia para os resíduos, que cada país deve cumprir e que determina quantidades mínimas de reciclagem por material, máximos de resíduos enviados para aterro, etc. A entidade responsável pelo cumprimento nacional das metas europeias é a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), que determina posteriormente, por sistema, as metas regionais. No distrito de Évora é a Gesamb - EIM quem terá que apurar e apresentar os números dos resíduos recolhidos. Já quem determina os resultados somos nós enquanto cidadãos mais ou menos participativos.

Agora, vamos ver como nos saímos em 2018. Se vive no distrito de Évora, estes são os números do seu contributo.

  • Entidade de gestão de resíduos: Gesamb - EIM
  • Área de abrangência: 12 municípios, Alandroal, Arraiolos, Borba, Estremoz, Évora, Montemor-o-Novo, Mora, Mourão Redondo, Reguengos de Monzaraz, Vendas Novas, Vila Viçosa.
  • População média residente: 145.628 Hab. (2016 INE)
  • Total de Resíduos Urbanos rececionados: 82.838 t (+ 4.306t que em 2017)
    - Valor por habitante/ano: 569 Kg
  • Resíduos urbanos indiferenciados: 68.815 (+2.424t / 3,65% que em 2017)
    - Percentagem relativamente ao total rececionado: 83,07 %
  • Resíduos Urb. Recolha Seletiva: 5.760,14 t (681.30 t / +13,4% quem em 2017)
    - Valor por habitante/ano: 39,95 kg
    - Percentagem relativamente ao total rececionado: 6,95%
    - Material mais enviado para reciclagem: Papel & Cartão
    - Material menos enviado para reciclagem: Plástico & Metal
    - Munícipes com maior contributo na reciclagem de materiais: Mourão 74,82 kg/hab./ano:
    - Munícipes com maior contributo na reciclagem de materiais considerando apenas recolhas com origem no ecoponto: Évora 31,96 kg/hab./ano
    - Munícipes com menor contributo na reciclagem de materiais: Alandroal 25,90 kg/hab./ano.
    - Munícipes com menor contributo na reciclagem de materiais considerando apenas as recolhas com origem no ecoponto: Redondo 19,62 kg/hab/ano
    - Município com maior contributo para a reciclagem do papel e cartão (kg/hab./ano): Alandroal 
    - Município com maior contributo para a reciclagem do plástico e metal (kg/hab./ano): Mourão 
    - Município com maior contributo para a reciclagem do vidro (kg/hab./ano): Mourão
    - Municípios com contributos acima das metas europeias para 2018 (kg/hab./ano): Arraiolos, Évora, Mourão e Vila Viçosa.
    - Município com contributos acima das metas europeias para 2018 considerando apenas as recolhas com origem no ecoponto: zero.
    - Município com contributos acima das metas europeias para 2020 Kg/hab/ano: Mourão.
    - Municípios com contributos acima das metas europeias para 2020, considerando apenas as recolhas com origem no ecoponto: zero.

Conclusões finais:
Num ano em que foi realizado um investimento considerável no reforço da rede de ecopontos (42 equipamentos), os valores da entrega de materiais para reciclagem tiveram, considerando os totais absolutos, um incremento de mais 13,4% em relação a 2017. No entanto, quando comparada a percentagem de resíduos valorizados com o total de resíduos rececionados, o aumento é de apenas 1,47%. Há ainda que considerar que a receção de resíduos para valorização tem várias fontes, nomeadamente os próprios municípios, assim como sectores específicos da economia. Neste particular é importante salientar que a recolha com origem nos ecopontos está ainda muito aquém do seu potencial. Mourão por exemplo, que é o município com maior contributo (kg/hab/ano) para a valorização de resíduos, tem uma baixa adesão na utilização dos ecopontos.

A comparação com os resultados nacionais deixam a nossa região dentro da média nacional, mas longe das metas estabelecidas pela União Europeia. E, se por um lado, é importante aumentarmos a quantidade de resíduos para valorização, é igualmente fundamental reduzirmos a quantidade de resíduos enviados para aterro. Na nova economia, conseguir o máximo aproveitamento dos resíduos é um fator de diferenciação determinante. 2018 foi um ano de melhoria, mas 2019 tem obrigatoriamente que ser um ano melhor. Aumentar a competitividade é tão simples como garantir que aproveitamos a matéria-prima presente nos nossos resíduos. Utilizar o ecoponto é a única forma de o garantir.

 

Em breve estará disponível no site da Gesamb o Relatório de Gestão da Gesamb EIM para consulta.

 

NOTÍCIAS / Regulamento de Serviço de Gestão de Resíduos Urbanos

2019-09-11

Encontra-se em consulta pública o projeto de alteração do Regulamento de Serviço de Gestão de Resíduos Urbanos.

NOTÍCIAS / Em novembro, a Europa une-se para mudar hábitos e reduzir os resíduos

2019-09-07

Semana Europeia da Prevenção de Resíduos tem data marcada e lema definido.

NOTÍCIAS / Recolha seletiva porta a porta na região de Évora recebe 10 novas viaturas

2019-08-07
A Gesamb, em parceria com os municípios, reforça a capacidade de recolha de resíduos de embalagem porta a porta, junto do setor comercial e serviços.

NOTÍCIAS / Na região de Évora a reciclagem faz agora parte do serviço

2019-07-31
Seja Muito Eco Bem-vindo é o dístico que lhe garante que em 750 estabelecimentos da região os resíduos são mesmo para reciclar.

NOTÍCIAS / Campanha da Gesamb promove a reciclagem junto dos empresários locais

2019-06-10

NOTÍCIAS / É Alentejano, totalmente reciclado e destinado aos agricultores locais

2019-05-31
Alentejo Fértil é um corretivo orgânico, económico e totalmente produzido através do aproveitamento dos resíduos locais.

NOTÍCIAS / Alentejo ganha Centro de Demonstração de Cultivo Biológico e Compostagem

2019-04-27
As novas facilidades encontram-se nas instalações da Gesamb e poderão ser visitadas brevemente por todos os interessados.

NOTÍCIAS / Alentejo, estes são os números do nosso lixo

2019-03-29

Alentejo: estes são os números do nosso "lixo".

Produzimos muitos ou poucos resíduos? Qual é o tipo de resíduos que produzimos em maior número? No distrito de Évora que concelho produz mais resíduos? E qual o que recicla mais? Este é o relatório Gesamb-EIM de 2018.

 

 

NOTÍCIAS / Do Campo à Mesa - A Circularidade dos Plásticos e a Nova Agricultura

2019-03-12

NOTÍCIAS / Venha conhecer o Km0 dia 8 de março

2019-03-07
O projeto que lhe vai permitir contribuir para a produção local de alimentos e reduzir a pegada ecológica alimentar.

NOTÍCIAS / Prazo de candidatura para Concurso de fotografia PHENOMENA foi prolongado

2019-02-15
Concorra com duas imagens e habilite-se a ganhar um prémio monetário.

NOTÍCIAS / Começamos 2019 a construir

2019-01-24
A Unidade de Compostagem de Resíduos Verdes já está em construção e será uma realidade em fevereiro.

NOTÍCIAS / Gesamb empenhada no projeto SECASOL

2019-01-09
Um projeto de pesquisa e troca de experiências com o fim último do uso de energia limpa e livre, como a energia solar térmica de concentração, no processo de secagem das lamas provenientes do tratamento dos resíduos indiferenciados.

NOTÍCIAS / Não é amanhã, é AGORA que temos de começar a reciclar

2018-05-17
"AGORA", o filme que lhe mostra como simplesmente tem de começar já.

Eco-Localizações /

Evora

Para conhecer a localização dos nossos ecopontos ou ecocentros, utilize os filtros acima.

Histórico de recolha /

Não existem dados a apresentar

Não existem dados a apresentar

X
Atenção
* Campos obrigatórios
Institucional
Clientes
Informações Úteis
Contactos

Aterro Sanitário Intermunicipal - Estrada das Alcáçovas, EN 380 7000-175 Évora

Tel.: 266 748 123
Fax: 266 748 125
E-mail: geral@gesamb.pt

Apoios
sponsors
Tens de virar o iPad para conseguires ver o site corretamente